logo Entre Versos e Protestos

racismo

Racismo é Burrice!

Pra falar de negro eu vou começar agora, vou ter dar alguns nomes que marcou a nossa historia.

Quem diz que “nego” não passa de um morador de favela,

Com certeza não conhece o famoso Nelson Mandela.

Deu sua liberdade, para dar liberdade aos seus, ganhou premio Nobel pela paz que promoveu, foi primeiro presidente livre da África do sul, esse país de negro bom, não é pra qualquer um.

Digo isso sobre África quem em 2010 nos deu a melhor copa do mundo, pena que o Brasil perdeu.

Vejo muitos brasileiros esquecendo-se de onde veio, somos misturas, não existe meio termo, engraçado de se ver, muita gente comentar, negro é um objeto que só serve pra trabalhar.

Vou apenas lembrar vocês, quem é que julgou o mensalão, foi Joaquim Barbosa, um puta de um negão, que em nenhum momento temeu, julgou réu por réu, seu dinheiro foi perdido, mas satisfação ele nos deu.

Já com riu com trapalhões? O Melhor era o Mussum, te fazia rir sem ter motivo nenhum.

Na historia do futebol, quem foi que nos surpreendeu, foi um homem negro, que dominava muito bem a bola, o seu nome é Pele, chamado de Rei agora.

Já chorou de emoção, com o nosso lutador, campeão Anderson Silva é negro com muito amor.

Aquele brasileirinho tocando, vem logo à emoção, Daiane Silva na ginastica representando essa nação.

Eu te daria vários nomes, só pra você saber, mas toda historia tem o seu lado mal contado, é o negro pobre que pra sobreviver, anda sempre armado.

Quando o branco é quem governa, meu dinheiro vai pro ralo, nego não te vez nem pra dizer que foi roubado.

Não julgue ninguém pela raça ou pela cor, somos todos iguais diante do criador.

Mas pra encerrar esse poema, vou contar para vocês, quem lhe escreve é neta de negro, filha de mãe morena e pai mulato, eu sou uma mistura sim e não mereço o anonimato!

Essa é minha homenagem às duas jornalistas que foram cruelmente atacadas em rede social por postarem suas fotos, meus sinceros pesares a Raissa Gomes e Cristiane Damacena, no caso da Raissa ainda pior, pois teve sua foto compartilhada em um grupo onde o autor da postagem legenda a foto de Raissa gravida “Vende-se um bebê por R$ 50 reais” Abaixo da foto ainda diz: “como eu e minha mulher não conseguimos Cytotec [medicamento utilizado para a realização de aborto] resolvemos vender a criança”.

Lembre-se somos descendentes de negros e sempre seremos, e ponto final e parem de idiotice, como já canta o Pensador, racismo é BURRICE!